Conteúdo

Versão em espanhol


Redes Sociais




Câncer de Pele


Existem três tipos de câncer de pele: melanoma, carcinoma de células basais e câncer de células escamosas.

Melanoma


Os primeiros sinais de melanoma (câncer de pele) são mudanças na forma ou na cor dos tecidos epiteliais (pintas ou manchas na pele). Com o tempo, as manchas podem formar nódulos ou feridas na pele. Os mais conhecidos são: O superficial e o nodular. No caso de melanoma nodular, novas lesões podem surgir em qualquer parte da pele (o surgimento destas lesões deve ser imediatamente encaminhado a um dermatologista). É mais frequente em mulheres entre 30 e 79 anos. Cerca de 75% das mortes por câncer de pele são causadas por melanoma. As causas mais comuns são: Exposição excessiva pelo sol aos raios ultravioleta (UVA e UVB) ou bronzeamento artificial. O tratamento e prognóstico depende do tempo de evolução da doença, grau de invasão e outros fatores.

Em fases posteriores, as pintas podem coçar, ulcerar ou sangrar.

Os primeiros sintomas de melanoma se resumem em:
- Assimetria (cores e formas).
- Bordas irregulares.
- Coloração variada.
- Diâmetro (maior que 6 mm).
- Sofre alterações com o tempo.

Contudo, estas classificações não se aplicam a forma mais perigosa de melanoma, o melanoma nodular, que tem suas próprias características:

- Elevação (formato de cúpula).
- Firme ao tato.
- Crescimento.

Nevos Normais

As manchas marrons e o crescimento na pele costumam ser inofensivos. A seguir imagens de quatro tipos de nevos (solares) normais:

Lunar normal 1Lunar normal 2Lunar normal 3Lunar normal 4

Nevus Normais
Nevus Normais
As pintas (nevos) comuns começam com manchas uniformemente bronzeadas ou marrons, de 1-2 mm de diâmetro (1a), logo vão aumentando (1b), vão formando uma pápula (bolinha) pigmentada que pode ser pouco elevada (1c) ou muito elevada (1d) por cima da superfície da pele e terminam como uma pápula de cor rosa ou de cor de carne (1e). Suas bordas são lisas e há uma demarcação clara da pele circundante.

Pessoas que apresentam mais que 100 solares estão em maior risco de ter melanoma. A maioria dos melanomas é encontrado pelos próprios pacientes, não pelos médicos, por isso é muito importante que você conheça bem sua pele e perceba mudanças nas pintas ou sinais de seu corpo. Examine sua pele regularmente, isso facilita a identificação de prováveis alterações. Uma boa ideia é tirar fotos anuais de suas pintas ou sinais e documentar as alterações sofridas por eles.

Nevos Displásicos

As pintas atípicas se assemelham a um melanoma, mas costumam ser benignas. No entanto, as pessoas que os tem estão em maior risco de desenvolver melanoma, é importante manter suas pintas em observação e consultar um dermatologista.

Estas pintas atípicas podem apresentar-se como nódulos escuros de uns 3 mm (imagem16b), lesões de cor marrom escuro com uma superfície elevada sobre um fundo manchado ligeiramente bronzeado (9), como uma pápula (bolinha) complexa de superfície irregular e ligeiramente rosa (8), ou com aparência de ovo frito (10).

Nevos Displásicos 1Nevos Displásicos 2Nevos Displásicos 3Nevos Displásicos 4

Melanomas de Extensão Superficial

As seguintes imagens mostram melanomas de extensão superficial:



Imagem 15. Observa-se uma pinta atípica de 4x8 mm, de cor rosa e bordas irregulares na parte superior esquerda (seta). Derivando-se dessa pinta surge um melanoma maligno invasivo, com seu característico tom de azul-negro, bordas irregulares e superfície distorcida. A área cinza na parte inferior esquerda representa a regressão do tumor.

Imagem 7. Esta grande lesão macular, de 7x11 mm, mostra uma borda irregular, ondulada, que não se distingue em algumas áreas. Alem dos tons de marrom claro e escuro, observam-se varias esferas de cor rosa (seta). A presença de cor rosa na parte macular de uma pinta melanocítica é muito peculiar em nevos atípicos.

Imagem 11. A borda sensível, nebulosa e bronzeada desta lesão, representa a proliferação melanocítica persistente para além dos limites laterais de uma pinta comum em seu centro.

Melanoma Nodular

O melanoma nodular é o tipo mais perigoso de melanoma, pode aparecer em uma pinta ou lesão que não existia antes e propagar-se rapidamente em profundidade. As lesões costumam ser de pigmentação escura, mas também podem ser incolor ou de cor marrom claro.

Os melanomas podem ocorrer dentro do olho, sendo o tipo mais comum do câncer de olho.

Melanoma Metastático

O melanoma metastático pode causar sintomas paraneoplásicos não específicos, incluindo perda de apetite, náuseas, vômitos e fadiga. O monitoramento deve ser constante, e as opções de tratamento são:

- Cirurgia (único tratamento curativo).
- Radioterapia (alívio de sintomas embora os tumores sejam relativamente radioresistentes).
- Quimioterapia (os tumores são relativamente quimioresistentes, e há baixa resposta para melanomas avançados).

A metástase de um melanoma em fase inicial é possível, no entanto, rara. Menos da quinta parte dos melanomas diagnosticados em sua etapa inicial sofrem metástase.

As metástases cerebrais são particularmente comuns em pacientes com melanoma. Também podem ser disseminadas ao fígado, ossos, abdômen e nos gânglios linfáticos.

Câncer de Células Basais (O Basocelular)


O câncer de células basais costuma ser o tipo de câncer de pele mais habitual (90%), o mais fácil de tratar, e também o menos propenso a propagar-se. Embora raramente seja mortal, se não for tratado pode causar graves danos aos tecidos e ao osso que circunda o tumor.

O acompanhamento regular da pele sempre checando qualquer tipo de mancha ou sinal novo ou incomum, mudanças de tamanhos, formato ou cor de algum ponto existente, são a chave para detectar e tratar rapidamente este câncer. Se há sintomas de carcinoma de células basais ou alguma suspeita, consulte seu médico ou um dermatologista (médico de pele).

Os sintomas de câncer de células basais costumam começar com o surgimento de uma protuberância plana, firme e clara, de cor rosa ou vermelha, de aspecto translúcido, brilhante ou ceroso. Sangra com facilidade, possivelmente apresente supuração ou crosta e um ou mais vasos sanguíneos podem ser visíveis. Frequentemente tem uma fenda no centro e pode apresentar manchas negras, azuis ou marrons. O aparecimento de dor ou prurido na lesão é um dos sintomas iniciais mais comuns.

O câncer de células basais também pode desenvolver-se como uma área plana que não se observa muito diferente da pele normal. Estes canceres se encontram com maior frequência em locais do corpo que são mais expostos ao sol, como a cabeça e o pescoço, no entanto também pode ser encontrado no tronco, braços e pernas. Uma pequena porcentagem destes canceres é encontrado em outras partes do corpo, por isso é importante examinar todas as áreas corporais para detectar os sintomas.

Câncer de Células Escamosas


O câncer de células escamosas frequentemente se desenvolve na pele que sofreu exposição ao sol durante muitos anos. O rosto, as orelhas, os lábios, o dorso das mãos, braços e pernas são lugares comuns para este tipo de câncer. Os sintomas do câncer de células escamosas incluem:

- Caroço ou protuberância na pele, que pode estar áspera ao toque.
- À medida que a protuberância ou caroço cresce, pode tomar a forma de uma cúpula ou apresentar uma crosta e sangramento.
- Uma chaga que não cicatriza ou cura.
- Uma mancha avermelhada, escamosa e plana que cresce lentamente (doença de Bowen).
- Em casos raros começa debaixo da unha, podendo crescer e destruir a unha.

Alguns canceres de células escamosas começam como um crescimento pré-canceroso chamado queratose actínica (lesão causada pela exposição excessiva e desprotegida da pele ao sol). Em adultos maiores de 40 anos, se crê que aproximadamente entre 40% e 60% dos canceres de células escamosas começe com queratose actínica. Os sinais e sintomas da queratose são:

- Mancha ou tumor pequeno na pele, de cor rosa, áspero, seco e escamoso.
- Mancha ou crescimento rugoso que se nota irritado ou até mesmo dolorido quando se esfrega.
- Prurido ou queimação nessa área da pele.
- Os lábios estão constantemente secos, esbranquiçados ou escamosos.